segunda-feira, 11 de julho de 2011


Devia ser sábado, passava da meia-noite.
Ele sorriu para mim. E perguntou:
– Você vai para a Liberdade?
– Não, eu vou para o Paraíso.
Ele sentou-se ao meu lado. E disse:
– Então eu vou com você.

[Caio Fernando Abreu]

Nenhum comentário: