sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Em todas as línguas do mundo existe um mesmo ditado: “O que os olhos não vêem, o coração não sente.” Pois eu afirmo que não há nada mais falso do que isso. Quanto mais longe, mais perto do coração estão os sentimentos que procuramos sufocar e esquecer. Se estamos no exílio, queremos guardar cada pequena lembrança de nossas raízes, se estamos distantes da pessoa amada, cada pessoa que passa pela rua, nos faz lembrar dela.

Nenhum comentário: