quinta-feira, 30 de setembro de 2010

O que esta acontecendo com o mundo?

`... Muitas das vezes se passou isso pela minha cabeça, o que esta acontecendo com o mundo, com o nosso mundo?, pois è acredito que mtos pensam nisso, ou não.. Nosso mundo esta se perdendo esta perdendo oq de melhor temos, o VERDE, os ANIMAIS, as pessoas boas, o mundo precisa de mais.. mais pessoas que se preocupam com o mundo, mais pessoas que acreditam que fazendo a sua parte, ja melhora grande coisa.. o mundo esta se perdendo as pessoas estão se perdendo a sociedade parece que ja não se preocupa.. esse ano è o ano da eleição, e são cada figuras que estão se elegendo que não temos nem o que pensar.. parece que a cada 4 anos fica pior pra decidir, e o mundo vai ficando pior tambèm.. e as pessoas então? cada vez mais sem coração, sai por ai praticando violências e parece que nem sentem um pouquinho de remorso.. è mãe que mata filho, filho que mata mãe..
vaai entender nee? esta cada vez mais dificl conviver aqui, todos pensam em um mundo melhor para os filhos, mais ngm quer deixar um filho melhor para o mundo..

By: Bianca Ramos.

Vontade de Você ...

Hoje, me deu uma vontade de você... vontade de estar com você do seu lado... vontade de falar pra voc bem baixinho no seu ouvido o quanto eu te amo e o quanto eu sou feliz por ter você na minha vida, vontade de te dar um abraço bem apertado e quando soltar abraçar denovo, vontade de sentir sua respiração na minha.. vontade de você..
Esta quase fazendo 1 ano que estamos juntinhos *--*, e esse 1 ano me fez um bem enorme.. me mudou pra melhor.. me sinto segura ao seu lado, me sinto amada, quando eu estou com você nada la fora me importa parece que vc tem um dispositivo que me desliga do mundo quando estamos juntos, que faz eu pensar so em nòs.. e isso è otimo !
Adoroo o jeito que voc me olha, o jeito qe voc fala comigo, o jeito que voc fala que me ama.. adoro quando voc me daa um beiijão daqueles que so voc sabe daar.. sabe Amor, com voc passei por situaçoes que jamais imaginei passar e eu acho que foi isso qe nos uniu bem mais... ^
Mas em fim.. na realidade escrevi tudo isso aqui com um proposito, agradeceer, è agradeceer.. por voce me fazer feliz, por fazer eu sentir aquele vulcao de sentimento ao mesmo tempo.. e desculpa.. desculpa por as vezes te chatiar, por falar coisas erradas na hora errada.. mais eu te amo.... e você sabe.. so vc e Deus e eu, sabemos o quanto esse amor eè grande.

Maycon, Eu Te Amo
Eu acho que tudo não deveria ser assim, tanto desencontro , magoa e dor.. pra que que tem que se ariscar? - E o estranho jeito de amar que as pessoas costumam ter, umas ama tanto, e pouco demonstram, outras pensam que dizer um Eu te amo todo dia jà resolve muita coisa, outras sò falam.. falam.. que amam, mais nunca demonstram nada msm.. E isso è ruin, ruin... pois não sabemos o dia de amanhã o ideal seria encher as pessoas que amamos, de palavras bonitas agradecer por ter ela na sua vida constantemente, mais infelizmente nos seres humanos temos uma dificuldade enorme em demonstrar o que sentimos, e eu tambèm tenho essa dificuldade...
Eu acredito no amor, acredito nas coisas boas que ele pode nos proporcionar, acredito naqueles abraços que transmite a maior alegria do mundo, acredito no brilho no olhar, e no jeito que voc me olha, acredito quando vc fala pra mim que me ama, e depois me beija..
Acredito nessas porçoes de coisas.. So nao entendo.. não entendo pq as pessoas insistem eu deixar as outras tristees, pq elas insistem em te tratar um dia bem, e eoutro mal, pq elas insistem nessas trocas de sentimentos, qe nos deixam confusas.. pq o mundo anda assim tão desiludido?

è tbm não seei..

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Quando você encontrar um amigo, encontre-o de fato. Sabe-se lá… Talvez nunca mais volte a encontrá-lo. Então vai se arrepender. E, assim, esse passado insatisfeito vai assombrá-lo, cobrando aquilo que você queria ter dito e não disse. Existem pessoas que querem dizer “eu te amo” a alguém, esperam anos por isso e acabam não dizendo. E a outra pessoa pode um dia morrer e elas vão chorar e se lamentar: “Eu queria ter dito a ela que a amava, mas não disse.
As pessoas dizem que o amor machuca, mas não é verdade. A solidão machuca. A rejeição machuca. Perder alguém machuca. A inveja machuca. As pessoas ficam confusas com essas coisas de amor, mas na realidade o amor é a única coisa no mundo que acaba com toda a dor e faz alguém se sentir maravilhoso de novo.
Hoje.O dia hoje.É uma mistura sabe?! é amor,é saudade,é tédio,com uma ponta de tristeza.É a falta,é a falta de vontade,é fome,é sono,é preguiça de tudo,…é a morrência de um dia sem você comigo.Pronto falei,é isso.Concordo quando a Clarice diz:”Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença.” Exatamente isso .Estou com fome da sua presença.
”A conta da saudade,quem é que paga?”
“Depois, um amigo me chamou para ajudá-lo a cuidar da dor dele. Guardei a minha no bolso. E fui.”


Eu sou assim, sou ímpar, única, do avesso, não me entendo, nem quero entender. Por isso não procuro as respostas em mim, talvez posso ficar decepcionada comigo mesma. Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.
O amor vai além de vontades , de escolhas , de promessas , de decisões , erros e acertos . Se existe o amor de verdade , aconteça o que acontecer , leve o tempo que for , mas um dia ele irá florescer e brilhará muito mais que o sol , e será tão infinito quanto a vista do oceano.
"Eu amo as pessoas que me fazem rir. Sinceramente, acho que é a coisa que eu mais gosto, rir. Cura uma infinidade de males. É provavelmente a coisa mais importante em uma pessoa."
”Ele me faz sorrir, entende? Ele pega na minha mão quando estou com medo, ele me encoraja e me mostra que sou capaz de tudo, e que posso ser tudo que eu quiser. Na verdade eu já sabia de tudo isso, mas precisava de alguém pra me lembrar, no caso ele. A pessoa que escolhi entre tantas outras, no caso ele… meu amor defeituoso e perfeito.”
Monstros são reais e fantasmas são reais também.Eles vivem dentro de nós e, às vezes, eles ganham.
Erros. Todos nós os cometemos. Eles geralmente começam com a melhor das intenções como manter um segredo pra proteger alguém. Ou se distanciando da pessoa que você se tornou. As vezes, nem sabemos os erros que cometemos para chegar onde se está. Ou descobrimos bem a tempo para acertar novamente. Mas cada erro acontece por uma razão. Pra te ensinar uma lição que nunca teria aprendido. -Gossip Girl
Ainda bem que sempre existe outro dia. E outros sonhos. E outros risos. E outras coisas.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Não sou perfeita não. Falo alto, dou gargalhadas, às vezes sento de pernas abertas. Meu tênis está sujo, tenho preguiça de lavá-lo, assim como não tenho paciência para arrumar as minhas meias. Durmo de qualquer jeito, não tiro a maquiagem e acordo parecendo um panda. Choro, faço escândalo, brigo e falo palavrões. Fico angustiada, e quando estou assim, ninguém me suporta. Sou um tanto exigente, reclamo demais da minha vida e ainda sou do contra. Minto e me arrependo. Posso ser bastante grudenta ou muito fria. Sou assim mesmo, da cabeça aos pés. Um produto com defeito, que adora comer o resto do chocolate que ficou na panela e acha que comer melancia com as mãos é melhor. Ciumenta, exagerada, dramática. Não sou perfeita, não.
As vezes nós damos uma segunda chance para as pessoas, não porque aprendemos a perdoar seus erros, mas sim por medo de perdê-las para sempre.
“Se fosse uma comédia-romântica-americana, a gente se encontraria daqui a um tempo e eu diria a ele, que mesmo depois de ter conhecido homens que não se irritavam com as minhas ironias, não me seguravam com tanta força a ponto de me esmagar, não amavam os amigos acima de tudo, não tinham respostas pra tudo de forma tão irritante. Não eram tão orgulhosos como eu, não tinham humor tão negro. Não eram convencidos demais, Não gostam de flash backs com ex. Não tiravam sarro do meu time, não ligavam se eu confundisse nomes de capitais, movimentos artísticos, ruas e bairros, era ele que eu gostava, era ele que eu queria. E ele me diria que, mesmo depois de ter conhecido mulheres que comiam de forma correta nos horários, mulheres que não fossem tão ciumentas e possessivas, mulheres que arrumavam a cama e não demoravam tanto para sentir prazer, não tinham pernas tão finas, tampouco testudas, não cantavam tão mal, não tinham medo de tudo, não eram tão irônicas, não questionavam tudo o tempo inteiro, não falavam demais, era de mim que ele gostava, era eu que ele queria. Mas a realidade é que não gostamos desses tipos de filme fraco com final feliz, gostamos dos europeus “cult” onde na maioria das vezes as pessoas sofrem e perdem, assim como aconteceu com a gente.”
- Tati Bernardi.
“Eu sei que sou pesada, triste, dramática, neurótica, louca, insatisfeita, mimada, carente. Mas você se esqueceu da minha maior qualidade: eu sou só.”
Eu sei como é se segurar e deixar para chorar só quando ligar o chuveiro, assim ninguém percebe. Eu sei como é refletir sobre a vida antes de dormir e se certificar de que ninguém está ouvindo para começar a soluçar. Eu sei como é sofrer tão dolorosamente que as vezes você precisa fingir que vai ao banheiro, ou beber água, apenas para lavar o rosto e se recompor. Eu sei como é ter os olhos úmidos e aquele medo de que não seja forte o suficiente para segurar as lágrimas quando está em público. Eu sei como é sentir aquele nó enorme na garganta, que te sufoca, até que você cede e chora. Eu sei como é sentar na cama, pegar o travesseiro e chorar tanto, mas tanto, que se surpreende com o rio que terá que esconder da sua família. Acredite, eu sei como é tudo isso…

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Um Gênio?

Um açougueiro estava em sua loja e ficou surpreso quando um cachorro entrou,
mas logo o cãozinho voltou.
Novamente ele tentou espantá-lo.
Foi quando viu que o animal trazia um bilhete na boca com os seguintes dizeres:
“Pode mandar 12 salsichas e uma perna de carneiro, por favor?
Assinado...” Ele olhou e viu que dentro da boca do cachorro havia uma nota de R$ 50.
Então, ele pegou o dinheiro, separou salsichas e a perna de carneiro,
colocou numa embalagem plástica junto com o troco e pôs na boca do cachorro.
O açougueiro impressionado.

E como era mesmo a hora de fechar o açougueiro, decidiu seguir o animal.
O cãozinho desceu a rua. Quando chegou ao cruzamento, deixou a bolsa no chão,
pulou e apertou o botão para fechar o sinal.
Esperou pacientemente como saco na boca até que o sinal fechasse.
O açougueiro e o cão foram caminhando até que o cão parou em uma casa
e pôs as compras na calçada.
Então, voltou um pouco, correu e se atirou contra a porta. Tornou a fazer isso.
Ninguém respondeu. Então, o cachorro circulou a residência,
pulou um muro baixo, foi até a janela e começou a bater com a cabeça no vidro várias vezes.
Depois disso, caminhou de volta para a porta.

Foi quando alguém abriu e começou a bater no cachorro.
O açougueiro correu até esta pessoa e a impediu,
dizendo: “Por Deus do céu, o que você esta fazendo? O seu cão é um gênio.”
A pessoa respondeu: “um gênio? Está já é a segunda vez essa semana

que este estúpido esquece a chave.”

Moral da história:
Você pode continuar excedendo às expectativas,

mas pra os olhos de alguns estará sempre abaixo do esperado.
Qualquer um pode suportar as adversidades,
mas se quiser testar o caráter de alguém dê-lhe o poder.
Se algum alguém lhe disser que seu trabalho não é de um profissional,

lembre-se: amadores construíram a Arca de Noé e profissionais o Titanic.
Quem conhece os outros é inteligente.
Quem conhece a si mesmo é iluminado.
Quem vence os outros e forte.
Quem vence a si mesmo é invencível

Importância das pessoas


Durante meu primeiro ano da faculdade,
nosso professor nos deu um questionário.
Eu era um bom aluno
e respondi rápido todas as questões até chegar a última:

"Qual o primeiro nome da mulher que faz a limpeza da escola?".

Sinceramente, isso parecia uma piada.
Eu já tinha visto a tal mulher várias vezes.
Ela era alta, cabelo escuro, lá pelos seus 50 anos,
mas como eu ia saber o primeiro nome dela?
Eu entreguei meu teste deixando essa questão em branco
e um pouco antes da aula terminar,
um aluno perguntou se a última pergunta do teste ia contar na nota.

- "É claro!", respondeu o professor.
"Na sua carreira, você encontrará muitas pessoas.
Todas tem seu grau de importância.
Elas merecem sua atenção mesmo que seja com um simples sorriso ou um simples "alô".
essa resposta vale metade da prova.


conclusão:
tirei menos da metade da prova , mas aprendi à dar valor a todas as pessoas,
pois cada pessoa tem a sua importância.

domingo, 19 de setembro de 2010

Ultimoo post de hojeee !

taa na horaa de veer oo meeu SÃOO PAULO ganhar daquelee timinhoo.. palmeiirinhaas..

:D

Beijoos, bom FDS para todoos !

Desculpaaaa. mais eu tive que postaar issoo!
KOPSAKASPKS



Se você ama alguém, demonstre independentemente das circunstâncias. Sentimentos são para se sentir intensamente e não para se esconder.
Quando não tinha nada eu quis. Quando tudo era ausência esperei. Quando tive frio tremi. Quando tive coragem liguei. Quando chegou carta abri. Quando ouvi Prince dancei. Quando o olho brilhou, entendi. Quando criei asas, voei.
Quando a gente menos espera é quando encontramos alguém especial. Essa pessoa começa a se tornar mais do que uma amiga e o seu sentimento por ela só aumenta. Quando você se depara, sua vida já não tem mais sentido se ela não estiver com você. O nome pra isso é um só: AMOR.
O sentimento mais forte que alguém pode ter. A base dele são as trocas (de beijos, carinhos, abraços, conselhos, experiências). O amor não se procura, o segredo é esperar ele chegar até você.
Não adianta achar que a sua pessoa especial será um príncipe ou uma princesa dos contos de fadas. Você deve aceitar todos os defeitos dela e usar cada briga como incentivo para aumentar a união. E com o tempo você verá que cada defeito da pessoa amada será um mínimo detalhe que passará despercebido comparado ao tamanho do seu amor
Não diga a ela que a ama só para poder conseguir o que quer. Não a magoe só para esconder os seus sentimentos. Não a chame de ‘gostosa’ achando que ganhará o coração dela. Não diga que vai ligar no dia seguinte se você tem a certeza de que não irá fazer isso. Não escreva cartas ‘copiando’ textos prontos. Não mostre sentimento se não os tem. Enfim, não a iluda se a sua intenção não for amá-la.
Não precisa beijar a cada minuto, me ligar de hora em hora, me mandar torpedos a cada segundo, ou me dar presentes todo mês. Apenas me ame e juro que ficarei feliz.
E naqueles últimos anos, eu só gostaria que você me ajudasse nas minhas escolhas, me ouvisse quando eu quisesse desabafar, me ligasse só pra ouvir minha voz. Eu queria que você dissesse que me amava na frente dos seus amigos, que você se importasse comigo. Que você reparasse no meu novo corte de cabelo e na cor das minhas unhas. Eu não queria ser só a sua namorada. Enfim… Eu queria também, que você fosse meu amigo. Aliás, o meu melhor amigo.
Nunca me impressionou o fato de ver vários casais super felizes em novelas, filmes ou comerciais. Pra mim, o amor era algo sem importância mesmo. Algo que eu não deveria correr atrás. É claro que eu já pensava em me formar, casar, construir uma família… Mas sempre achei que eu deveria deixar que a felicidade viesse até a mim.
Eu já vi amigas decepcionadas porque achavam que era obrigatório o amor ser recíproco. E muitas delas não entendiam o meu ponto de vista. Diziam que eu era assim porque não amava ninguém de verdade.
Bem, agora que já estou na adolescência algumas delas mudaram de opinião e eu ainda continuo com a mesma idéia de que amar uma pessoa (que não seja seu amigo, da sua família ou um ídolo) só acontece quando é recíproco. Como podemos afirmar que amamos alguém que não demonstra um mínimo de sentimento pela gente? Isso só pode ser paixão, aquela coisa que se não tiver uma dose de amor, vai embora.
Hoje vejo que as meninas que sempre saíram por aí ‘caçando’ namorado estão na mesma. A felicidade delas não duram mais do que uma semana, porque a felicidade de um relacionamento se baseia no amor entre as duas pessoas, e não na vontade de seguir aquilo a diante.
E eu que sempre deixei que as borboletas viessem até o meu jardim, estou super feliz. Não porque estou namorando, mas sim porque eu já descobri o amor de verdade.
Não importa quantos conselhos você dá; quantos ‘eu te amo’ você diz; quantos abraços você distribui ou quantos presentes você compra. O que irá demonstrar o que você sente, sempre serão as suas atitudes.
Se um dia uma pessoa pensa em se casar é porque vive em uma relação firme onde o seu companheiro lhe dá motivos suficiente para fazer com que a outra queira viver diariamente ao seu lado. Se os maridos e esposas permanecessem como durante o namoro, Os divórcios seriam menos frequentes. O que custa manter a estabilidade?

sábado, 18 de setembro de 2010

”é esse vazio que me dá longe de você, que me faz ter certeza que te amo. é essa vontade desmedida de querer estar com você o tempo todo, sentir seus beijos, seus abraços, e como você toca minha mão com carinho, é.. é amor.”
eu sei como é se segurar e deixar para chorar só quando ligar o chuveiro, assim ninguém percebe. eu sei como é refletir sobre a vida antes de dormir e se certificar de que ninguém está ouvindo para começar a soluçar. eu sei como é sofrer tão dolorosamente que as vezes você precisa fingir que vai ao banheiro, ou beber água, apenas para lavar o rosto e se recompor. eu sei como é ter os olhos úmidos e aquele medo de que não seja forte o suficiente para segurar as lágrimas quando está em público. eu sei como é sentir aquele nó enorme na garganta, que se sufoca, até que você cede e chora. eu sei como é sentar na cama, pegar o travesseiro e chorar tanto, mas tanto, que se surpreende com o rio que terá que esconder da sua família. acredite, eu sei como é tudo isso…
certo dia me perguntaram: por que você se apaixonou? eu respondi: não sei… e talvez continue não sabendo. eu simplesmente amo, acordo e vou dormir com ele nos meus pensamentos.
segure firme minha cintura, passe os dedos sobre os meus lábios e diga que ama todos os meus defeitos – até aquele. faça eu escutar nossa música dezenas de vezes sem perceber e finja que eu nunca desliguei o telefone na sua cara. ame a cor do meu batom e nunca tenha receio de tirá-lo. seja o forte o suficiente para me segurar quando eu quiser te bater, me acalme com um beijo – nojento – de novela. sorria sempre. não tente me entender. finja que não se importa com a minha maneira louca de ver as coisas, ame isso. siga-me enquanto eu caminho sem destino por aí com o fone de ouvido no último volume finjindo ser a garota mais interessante da cidade. acredite nisso. não espere demais de mim, eu costumo a fugir quando fazem isso. enquanto eu não deixo a angustia transbordar, desligue o fogo. faça nunca parar de ferver. queime comigo.
Sou desconfiada, mas acabo sempre acreditando nos outros. Já fui usada, já usei, já fiz chorar, já chorei. Às vezes sou cruel, falo pra machucar de propósito, às vezes sou mau, às vezes chego a ser péssima, um tanto horrorosa. Às vezes sou legal. Tão legal que chego a ser besta. Quando gosto de uma música, o repeat fica ligado por umas três semanas. Sou exagerada! Muitoooooo exagerada! Nunca quebrei um osso, mas já quebrei muito a cara. Não sei contar piada, mas gosto de fazer as pessoas rirem. Tenho receio da solidão, medo de rejeição e pavor de envelhecer. Não sei perder, mas disfarço legal. Gosto de ser paparicada, sou muito orgulhosa, tenho reações imprevisíveis, mas tenho um bom coração. Desanimo facilmente quando não vejo resultados, canto pra ficar feliz e até finjo estar pra não entristecer quem está por perto. Emburro quando não estou satisfeita. Sou muito ciumenta e poderia ser mais. Não aceito palpites pelo acaso de quem não sabe como vivo e como faço pra sobreviver. Posso dizer que sou meu maior crítica. Alguns diriam que sou muito séria e brava… Outros me acham uma tremenda palhaça. Não sou uma pessoa de meio termos… Sou de extremos… Ou eu amo ou eu odeio… Às vezes não sei mentir. Sou complicada, difícil de aturar, mas garanto que vale a pena. Admito, sou meio esquentada, mas dá pra levar fora tudo isso. Uma garota carismática, cômica, e claro: dramática! Por vezes carente, outras estúpida… Às vezes apática, na maioria simpática. Sempre modesta! Nem sempre de bem com a vida, mas eternamente apaixonada por ele. Gosto de reticências… Odeio pontos finais. Pontos finais são chatos… Reticências são complicadas.

Essa é a historia da primeira e ultima vez em que me apaixonei. Pela linda, complicada e fascinante mulher que habita minha alma. Tenho certeza de que você vai me deixar amanhã, então vou dizer isso enquanto ainda tenho chance. Estando juntos ou não você sempre vai ser a mulher da minha vida. O único homem que eu vou sempre invejar vai ser aquele que tiver seu coração. Pois sempre acreditarei que é meu destino ser este homem. Se a gente nunca mais se ver de novo e você estiver por ai andando e sentir uma certa presença ao seu lado serei eu te amando onde quer que eu esteja.

— Ironias do Amor (carta de Charlie para Jordan)

Eu fiz loucuras pra te encontrar, fui paciente pra te esperar, fui seu amigo pra te entender, sempre disposto a te escutar. Me fiz mais forte para aguentar essa angustia de te esperar, fiz palhaçadas pra te ver sorrir, falei besteiras pra te alegrar, eu virei noites pensando em você. E em uma maneira de explicar como isso tudo foi acontecer, como por você fui me apaixonar… Tudo o que eu faço pensando em você, é só o meu jeito de te falar, que não importa o tempo que for, eu vou te esperar, eu vou te esperar. Tudo o que eu faço pensando em você, quem sabe assim você vá se tocar, que é só você fazer acontecer. Me pus no seu lugar pra compreender, mudei meus planos pra te acompanhar, fiz absurdos pra te surpreender, roubei estrelas pra te encantar. Criei desculpas pra poder te ver, já tomei chuva só pra te abraçar. Me escondi pra não te ver sofrer e quis morrer quando eu te vi chorar. E o nosso beijo faz enlouquecer, que eu perco a hora até perco o ar, é tão perfeito é tudo tão lindo, parece que faz o tempo parar. Me arrisquei para não te perder, abri meus braços pra me entregar. Eu não fiz nada pra esse amor nascer, mas faço tudo pra não se acabar. Tudo o que eu faço pensando em você, é só o meu jeito de te falar, que não importa o tempo que for, eu vou te esperar. Eu vou te esperar!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Confesso que a minha vida não estava lá muito boa. E quase num efeito dominó, a minha vida espiritual também não andava bem. Poderia culpar a grande quantidade de problemas e de cansaço, os trabalhos e atividades que andam deixando o meu tempo cada vez mais escasso, sem Deus; poderia culpar os outros, a Deus, ou até a mim mesma. Mas é por estar procurando os culpados de tudo isso que demorei tanto a ver o que estava diante de meus olhos provavelmente esse tempo todo: É de Deus que eu preciso, oras!

40 COISAS PARA SE FAZER ANTES DOS 30.

Marque em negrito as coisas que você já fez.

01 – Rir até chorar
02 – Encontrar com alguem da net

03 – Fazer uma tattoo
04 – Subir em um palco e dançar loucamente
05 – Fugir de casa
06 – Matar aula
07 – Ir à praia dizendo que esta de sunga/biquine estando de cueca/calcinha e sutiã

08 – Agarrar seu amor platônico
09 – Passar a noite em uma praia
10 – Comer em um restaurante e não pagar a conta
11 – Escutar a mesma música várias vezes
12 – Viajar para bem longe

13 – Fingir ser estrangeiro e falar um idioma que não existe
14 – Ficar com alguém 10 anos mais velho que você
15 – Sair de casa na sexta à noite e voltar na segunda de manhã
16 – Dormir com a roupa que saiu
18 – Ir pra escola louco
19 – Se apaixonar a 1ª vista
20 – Usar a melhor roupa pra ir ao mercado
21 – Fingir ser quem você não é
22 – Sair com o melhor amigo(a) do seu(a) ex
23 – Pintar o cabelo de uma cor absurda
24 – Chorar vendo um desenho
25 – Aprender a tocar algum instrumento
26 – Ter um diário secreto
27 – Beijar alguém que está passando

28 – Ir numa formatura de short e chinelo
29 – Roubar uma borracha em uma papelaria
30- Pegar carona com desconhecido
31 – Ir pra balada de ônibus e voltar também
32 – Dormir fora de casa
33 – Comprar o melhor celular e ser assaltado
34 – Passar trote
35 – Dormir pelado
36 – Chorar, chorar, chorar por alguém e depois dizer, ”next” se é pra eu chorar, não merece… não choro

37 – Comer com as mãos e ou por o garfo no pé para comer
38 – Fazer um vídeo
39 – Ter um msn ridículo
40- Ficar bêbada.

Não há nada melhor nesse mundo do que ficar com quem você ama. Ainda mais sabendo que esse sentimento, de uma forma ou de outra, é correspondido .
É tão melhor passar os dias sorrindo, e aceitando que nem sempre as coisas são como a gente quer (não falo de comodismo), e que no fundo, tudo tem um propósito… Do que acordar quase todos os dias de mau humor porque algumas coisas (algumas mesmo, coisas pequenas) não estão dando certo (às vezes até estão, mais não bem do jeito que gostaríamos). Temos que aceitar que o mundo não gira em torno do umbigo de ninguém, e que nem sempre as coisas estarão em sintonia para que todos estejam perfeitamente felizes. Então, o jeito é fazer de tudo para que as coisas melhorem, porque SENTAR, CRUZAR OS BRAÇOS e RECLAMAR não vai mudar NADA.

ABSTRAI

Abstrai.Aprendi tudo que eu acho que deveria aprender. Se não foi por bem, foi por mal… Uma hora a gente aprende. Aprendi a me amar, a ser mais eu… Sempre. Aprendi que, amor? Amor não vem com o tempo, se funcionou com você, me dê a receita. Aprendi que pra ser amor, não precisa de data de validade, ou de fabricação, amor vem amor vai independente do tempo de duração, a gente sabe. Aprendi que amigos de verdade vão estar com você na alegria e na tristeza, e se você tiver um desses, não o deixe ir jamais. Aprendi que quando uma coisa tem que ir embora, ela se vai, é falta de QI insistir no que jamais deu certo, a gente sabe, a gente sabe. Aprendi que na vida tudo é merecimento, nada cai do céu, e muito menos vem de graça, tudo tem seu preço. Aprendi também que a vida deixa marcas que jamais serão apagadas, pessoas que jamais serão substituídas, e que nada é por acaso. Aprendi… E você vai aprender também, se não for por bem, será por mal, é a vida é assim… Abstrai.

NÃO FAÇO QUESTÃO NENHUMA DE ME SOCIALIZAR !

Sou contra qualquer tipo de hipocrisia necessária para que isso ocorra. Não sorrio para estranhos… Não estou afim de te ouvir falando sobre sua vida durante horas intermináveis… Ou minutos intermináveis… Tanto faz! Não faço perguntas apenas por educação, descobri que as pessoas não tem bom senso e acreditam que estou realmente interessada, então simplismente não pergunto mais: “oi, tudo bem?”… A não ser que eu realmente queira saber como você está. Não tenho paciência para social, desculpe!
As circunstâncias entre as quais você vive determinam sua reputação. A verdade em que você acredita determina seu caráter. A reputação é o que acham que você é. O caráter é o que você realmente é… A reputação é o que você tem quando chega a uma comunidade nova. O caráter é o que você tem quando vai embora… A reputação é feita em um momento. O caráter é construído em uma vida inteira… A reputação torna você rico ou pobre. O caráter torna você feliz ou infeliz… A reputação é o que os homens dizem de você junto à sua sepultura. O caráter é o que os anjos dizem de você diante de Deus. Eu seria hipócrita se dissesse que não me importo com a minha reputação. Aliás, qual é a pessoa em que não gosta de ter uma reputação boa? Mas a minha prioridade, o que me importa mais, é o meu caráter. Pois é o meu caráter que me define literalmente, e não a minha reputação.

Lògica Feminina

Lógica feminina

Uma mulher estava passando de carro por uma rua e ao parar no sinal de trânsito foi abordada por uma moradora de rua, muito suja e de péssima aparência, que pediu a ela dinheiro para comprar comida.

A mulher pegou a carteira da bolsa, tirou R$ 50 e perguntou: “Se eu te der este dinheiro, você não vai sair com tuas amigas e gastar tudo?”

“Que é isso, dona, eu não tenho amigas. Moro na rua.”

“Você não vai sair aí pelas lojas gastando?”

“Não, eu não entro em loja porque não deixam e gasto meu dinheiro só com comida.”

“Você não vai usar para ir a um salão fazer cabelo e unhas?”


“A senhora tá maluca? Faz uns vinte anos que não sei o que é salão.”

“Bom, a mulher disse, ‘Eu não vou te dar o dinheiro. Entre aqui no carro que eu vou te levar para jantar comigo e meu marido esta noite.”

A mendiga ficou pasma. “Mas teu marido não vai ficar furioso com você? Eu não tomo banho faz muito tempo, estou suja e fedorenta.”

Não faz mal. Entre aí. Quero que ele veja como fica uma mulher quando ela para de sair com amigas, fazer compras e ir ao salão.

Vontade imensa de jogar tudo pro alto, e sair correndo daqui. Mas e a coragem ? Acho que a deixei escapar em minhas lágrimas.
“A beleza de uma mulher não está nas roupas que ela veste, nem no corpo que ela carrega, ou na forma como penteia o cabelo. A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos, porque esta é a porta para seu coração, o lugar onde o amor reside.”

Se eu não tivesse encontrado você. Tenho certeza que o destino faria você me encontrar.

Eu nunca precisei fingir que sou uma pessoa boa. Nunca precisei fingir que eu não to nem aí quando eu to mais aí do que aqui. Não faz meu tipo. Me esforço às vezes pra ser romântica, pra acreditar nos planos, pra acreditar nas pessoas. Nunca chorei pra convencer. Talvez porque não faça questão de convencer. Ou, como você mesmo diz, sou direta, fria e seca. E nada disso é novidade pra ninguém. É só o meu jeito.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Uma grande,uma enorme,uma devastadora falta de saco para qualquer pessoa.
Ela: Oi, amor.

Ele: Amor? Que legal que você tá diferente agora. Preciso conversar com você amanhã.

Ela: Diferente, como assim?

Ele: Francamente, hein? Eu tenho um trabalho importante pra fazer. Depois a gente se fala.

Ela digita porém não tem chance de enviar: Tudo bem, me desculpa. Não foi minha intenção te incomodar — nunca.
E definitivamente, eu entro nas mãos de Deus..não faz sentido eu ficar me remoendo tentando entender ao certo o que acontece, ou vai acontecer, o que eu estou fazendo certo, e quais as atitudes não imprecionam.. Isso canta ate eu mesma, tentar sempre ser 100% não dà e agradar sempre, toda hora tbm não dà.
Então apartir de hoje, vou começar a agir de forma normal sem forçar mto as coisas, as coisas, e Deus sabe o que faz :D

E se for pra ser simplesmente vai seer !
Eu tinha uma boa amiga chamada Annie. Ela tinha uma banda em que cantava e ela era uma das maiores protetoras que eu já havia conhecido. Sua banda não era famosa porém seu pai tinha um estúdio de gravação no porão deles. Então ela gravou seu primeiro CD com a banda ali. Seu primeiro CD foi um presente para mim no meu aniversário e eu ainda não tinha escutado. 3 dias depois do meu aniversário, Annie foi estuprada pelo seu irmão mais velho de 17 anos. Ele deixou a cidade e a polícia não o pegou. Ele sempre me assustou mas eu nunca disse nada. Ela tinha apenas 13 anos quando morreu. No dia seguinte de Annie morrer, eu estava no hospital sentada com ela e ela tentou me dizer algo. Mas quando ela foi estuprada, ele a violentou tanto que ela não poderia falar por um tempo. Antes de eu deixar o hospital, uma enfermeira veio falar comigo no estacionamento e me disse que ela tinha morrido e me deu um bilhete que Annie tinha escrito antes de morrer. Eu fiquei tão depressiva com isso que recusei a tocar naquele CD e naquele bilhete, e eu tinha os deixado em meu quarto. Em uma noite quando eu estava sozinha em casa, eu estava pensando nela então decidi finalmente escutar o CD. Havia uma música lá chamada “Memória Dolorosa” (“Painful Memory”), uma música que Annie havia escrito sobre estupro quando uma amiga dela foi estuprada. Uma parte do refrão era como “Ele tentou te achar, ele está nas escadas”. De repente, o CD começou a repetir a mesma coisa “Ele tentou te achar, ele está nas escadas”. Eu achei estranho, já que eu nunca havia ouvido o CD antes e por isso ele não tinha nenhum arranhão. Então eu apenas coloquei o CD de novo e ele tocou a música novamente. Quando chegou no refrão, ele passou e repetiu as mesmas palavras de novo. Eu limpei o CD e tentei de novo. Ainda repetia as mesmas palavras. Eu fiquei com medo então eu tranquei a porta do meu quarto e fiquei em silêncio. Eu podia ouvir botas andando através do corredor. Eu olhei pela fechadura da porta e vi alguém andando pelo corredor. Eu rapidamente chamei a polícia, e eles vieram. Eles acharam o irmão de Annie escondido no banheiro. Quando a polícia lhe perguntou, ele disse que estava esperando por mim. No outro dia, eu achei o bilhete na caixinha do CD quando eu coloquei. Eu abri e li. “Quando meu irmão me estuprou, ele disse que ele estupraria você depois. Eu prometo que não importa o quê, eu não deixarei isso acontecer. Com amor, Annie”. E eu acho que ela cumpriu sua promessa.
- Além de chorar, o que se pode fazer quando o coração está doendo ?

(silêncio)

Ninguém me respondeu.

Eu sò quero..

Eu não quero que seus amigos saibam tudo sobre mim, só que quero que quando ninguém saiba onde você está, eles digam que você - provavelmente - está comigo.

Eu não quero que tu ame as bandas que eu gosto, só quero que você me ligue pra dizer que ouviu uma música dela, e lembrou de mim.

Eu não quero que você me dê presentes o tempo todo, só quero que em um dia aleatório, você chegue com uma margarida roubada do jardim do vizinho.

Eu não quero que você fique me abraçando o tempo todo, só quero que você pegue forte na minha mão quando passa alguum mal-encarado na rua.

Eu não quero que você me ligue o tempo todo, só que mande uma mensagem de madrugada, dizendo que não consegue dormir.

Eu não quero que você me leve para onde tu for, só quero que quando você voltar, diga que sentiu saudades.

Eu não quero que você saia comigo todos os dias, só quero que em um dia qualquer você me ligue dizendo que está na portaria do meu prédio, me esperando.

Eu não quero que você me faça declarações de amor, só quero que eu encontre meu nome escrito em algum canto do seu caderno de história.

Eu não quero que eu seja o motivo da sua felicidade, só quero que você me diga que as coisas passaram a dar certo depois que eu apareci.

Eu não quero que você me chame de apelidos como amor, linda, fofa, só quero que quando perguntem sobre mim, suas pupilas dilatem e você diga ‘minha pequena’.
“Está se investindo cinco vezes mais em remédios para virilidade masculina e silicone para mulheres do que na cura do mal de Alzheimer. Daqui a alguns anos, teremos velhas de seios grandes e velhos de pau duro, mas eles não se lembrarão para que servem.”

DR. DRÁUZIO VARELLA
7 frases que podem mudar a sua vida
leite-derramado:

1. Homem que é homem não sabe a diferença entre celulite e estria.

2. Velho hoje, vintage amanhã.

3. O segundo pedaço de bolo tem o mesmo gosto do primeiro.

4. Chocolate na TPM não engorda.

5. Você ainda não viu tudo nessa vida.

6. Não tenho nadaaaaaa a ver com isso.

7. Tem sempre um emprego pior do que o nosso.
Ela: Acho que você devia ser mais romântico.
Ele: Eu sou romântico.
Ela: Aham, romântico igual uma porta.
Talvez se sentir sozinha tenha se tornado algo natural e com o qual eu aprendi a conviver, pois descobri que nem se tudo pode ser contado para amigos, nem família. Há coisas que temos que guardar para nós mesmos, por mais difícil que isso seja. Tanto quanto isso pode ser perturbador, também pode ser mais fácil, para não ter que ouvir opiniões alheias, correr o risco de contarem seus segredos, te traírem. Portanto, agora é eu por mim, e vou seguir assim!
“Não sei quem foi que fez o mundo assim horrível.”
“Se você não gosta de mim, foda-se, eu não ligo. Se você gosta de mim, legal, parabéns, mas foda-se também!”
"Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas, sem esperar que a outra pessoa ofereça as batatinhas dela."
Chrissy, 6 anos

terça-feira, 14 de setembro de 2010

O que é TPM?

TPM = Todos os Problemas Misturados
TPM = Tendências a Pontapés e Murros
TPM = Temporada Proibida para Machos
TPM = Tocou, Perguntou, Morreu
TPM = Tente no Próximo Mês
TPM = Tô Pirada Mesmo
TPM = Tempo Pra Meditação
TPM = Tendência Para Matar
TPM = Tira as Patas, Moleque
TPM = Total Paranóia Mental
TPM = Tô Puta Mesmo

Esse cara merecia ter teto, comida, família e tudo que fosse necessário. Os que maltrataram os animais deveriam estar nas ruas em condições miseráveis. O mundo realmente está de cabeça pra baixo.
Às vezes as pessoas escrevem as coisas que não conseguem dizer”.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

“Preciso aprender a não precisar de ninguém. Esperar menos das pessoas, assim ao invés de me decepcionar, me surpreendo.”
É, eu só lamento, sabe? Lamento ter visto muita coisa numa pessoa que não viu nada em mim!

Acho que o que dòi mesmo è quando agente ouve algo de pessoas que nunca esperamos por aquilo, como diz um grande amigo meu.. o grande erro è esse, nunca esperar coisas negativas de algumas pessoas.
E estou aqui, apesar das bobagens, do egoísmo, da maldade, da fidelidade esquecida. Apesar dos sonhos destruídos, das vidas acabadas, das histórias mal contadas. Eu continuo aqui, embora nada seja do jeito que eu sempre quis, embora as pessoas nunca consigam ser sinceras, embora um dia o amor termine. Ainda estou aqui, apesar da destruição, apesar da falsidade, das futilidades, das inúmeras fatalidades. Acho que ainda continuo aqui, e não importa o tempo que leve eu só quero encontrar a minha vida e ser a vida de alguém.
“Mesmo que eu tivesse mil razões para te abandonar, eu iria procurar por aquela única razão que iria me fazer lutar por você.”
Pena que não pensamos igual.
“Eu quero mesmo é alguém me faça mudar completamente de opinião. Que faça meu corpo querer companhia nos momentos em que minha mente insiste pela solidão.”

Caio Fernando Abreu

sábado, 11 de setembro de 2010

Quando agente brigaa, eu percebo, qe sem você não vivo maais.
Às vezes, no silêncio da noite Eu fico imaginando nós dois Eu fico ali sonhando acordado, juntando O antes, o agora e o depois Por que você me deixa tão solto? Por que você não cola em mim? Tô me sentindo muito sozinho! Não sou nem quero ser o seu dono É que um carinho às vezes cai bem Eu tenho meus desejos e planos secretos Só abro pra você mais ninguém Por que você me esquece e some? E se eu me interessar por alguém? E se ela, de repente, me ganha? Quando a gente gosta É claro que a gente cuida Fala que me ama Só que é da boca pra fora Ou você me engana Ou não está madura Onde está você agora? Quando a gente gosta É claro que a gente cuida Fala que me ama Só que é da boca pra fora Ou você me engana Ou não está madura Onde está você agora?
Conselho para os homens
Enquanto ela segura suas mãos, brinque com seus dedos.
Quando ela estiver com o rosto perto do seu e olhando nos seus olhos, não se demore, beije-a.
Quando ela te bater ou te chutar ou estiver com raiva de você, segure ela firme e abrace-a.
Quando ela estiver quieta, ela está pensando em como te dizer que te ama.
Quando ela te ignora, ela quer toda sua atenção.
Quando ela quer ir embora, segure ela pela cintura e nunca deixe ela ir.
Quando você a vê muito mal, diga o quão maravilhosa e especial ela é para você.
Quando ela grita com você, grite de volta que a ama se o sentimento for verdadeiro.
Quando você á vê andando por aí, vá por trás dela, segure-a e beije-a inesperadamente.
Quando ela está com medo, abrace-a e diga que está tudo bem, pois você está ali com ela.
Quando ela está preocupada com algo, beije-a e diga para ela não se preocupar.
Quando ela virar as costas ou fugir de você, corra atrás dela e pegue-a pela mão.
Quando ela está envergonhada, fale: eu te amo.
15 motivos pra te levantar


01. Pelo menos 5 pessoas no mundo te amam tanto que poderiam até morrer por você.
02. Pelo menos 15 pessoas no mundo te amam de alguma forma.
03. A razão que faria alguém te odiar seria a vontade que ela tem de ser como você.
04. Um sorriso seu pode trazer felicidade a alguém, mesmo que esta pessoa não goste de você.
05. Todas as noites alguém pensa em você antes de dormir.
06. Você é o mundo de alguém.
07. Sem você alguém pode não conseguir sobreviver.
08. Alguém cuja existência você desconhece, te ama.
09. Você é especial e único(a) de alguma forma.
10. Mesmo quando você faz a maior burrice de sua vida, algo de bom acontece.
11. Quando você pensa que o mundo virou as costas para você, pense bem: você pode ter virado as costas para o mundo.
12. Quando você acha que não tem a menor chance de conseguir algo provavelmente você não conseguirá. Mas, se você acreditar em si mesmo(a), cedo ou tarde você conseguirá.
13. Sempre se lembre dos elogios feitos a você, nunca das palavras rudes.
14. Sempre diga às pessoas o que você sente sobre elas. Você se sentirá bem melhor.
15. Se você tem um grande amigo, faça com que ele saiba disso.
Para ser homem, não precisa ficar com todas as garotas, basta, apenas fazer uma feliz.

Relato de um Homem ..

Relatos de um homem . tudo bem, queremos meninas legais, sexy, saradas, bonitas, inteligentes e boazinhas! muito fácil falar, pois quando aparece uma assim, de bandeja, a primera coisa que a gente pensa é: oba, me dei bem. ficamos com elas uma vez, duas. começamos a pensar que essa é a mulher que as nossas mães gostariam de ter como noras. se sair um relacionamento, vai ser uma relação estável. você vai buscá-la na faculdade, vocês vão ao cinema, num barzinho, vai ter sexo toda a semana. tudo básico, até virar uma rotina sem graça, você vai olhar os caras bem vestidos e bem humorados indo pra noite arrasar com a mulherada e vai morrer de inveja. vai sentir falta de dar aquelas cantadas infalíveos na noite, falta de dar umas olhadas pra uma gata, ou de dar aquela dançadinha mais provocativa na pista. você pensa: acho que não estou pronto pra isso, pra me enclausurar pro resto da vida nesse relacionamento.E a boa menina se transforma numa mala, e aos poucos vai surgindo um nojo dela, uma aversão. quando você vê o nome dela no celular, não dá vontade de atender; já era. aquela promessas já era. aquela promessa da vida estável vai por água abaixo, se a menina não se dá conta, nós começamos a ser grosso, muito grosso. e a pobre menina pensa: o que eu fiz? coitada, ela não fez nada, a culpa é nossa mesmo. aí, voltamos pra nossa vidinha que nós tanto odiavamos até semanas atrás. não vemos a hora de sair e arrasar na noite, ou pegar aquela mulher gostosona que sempre quisemos. grande desilusão. por mais que não queira, você pensa na sua menina boazinha que você deixou para trás. ela podia ter seus defeitos mas era uma menina legal, que ficaria ao seu lado te dando valor. enquanto isso a boa menina, chateada, lesada custa a entender o que ela fez pra ter te afastado dela, aí essa dúvida vira angústia, que vira raiva. a menina manda tudo a puta que pariu! não quer mais saber de nada, só de sair, zuar, dançar e beijar outros caras. resolve então não se envolver mais, paraq não sair lesada ou chateada, muito bem! acabamos de criar uma monstra. o tempo passa e nós continuamos na mesma, volta a reclamar da vida e das mulheres, elas só querem as coisas com homens cachorros, ou será que nós é que fomos cachorros? elas são assim por nossa culpa. a mulher da night de hoje, era a boa menina de outro homem ontem, e assim sucessivamente. provavelmente essa nossa ex-boa menina, deve estar enlouquecendo a cabeça de outro homem por aí. eu a perdi para sempre, ela virou uma mulher enlouquecedora; eu a encontrei na balada, e ela? nem me olhou…; mas estava mais linda do que nunca.

Eu lamento pela humanidade. “Rebolation. Mulheres Frutas. Adolescentes de dezesseis anos que ganham um programa na MTV porque estão grávidas. Garotas que querem ser anoréxicas. A moda de ser bissexual. Funk. Corrupção. Colírios. Posers. Drogas. Abortos. Padres pedófilos. Pedófilos em geral. Seres humanos que não querem fazer faculdade. Garotas de treze anos que se vestem como vagabundas. Bandas de forró. Os Nardoni. O Goleiro Bruno. Suzane von Richthofen. Pessoas que acham que seu caráter é medido pelo número de followers que elas têm no Twitter. Pessoas que julgam. Pessoas que não têm respeito pelas outras. Pessoas que maltratam crianças. Pessoas que maltratam animais. Pessoas racistas. Pessoas homofóbicas. Orgulho Colorido. Campos de concentração. Ditadura Militar. Holocausto. Apartheid. Adultério. Divórcio. Gente idiota. Pessoas que cortam os pulsos. Padrões da sociedade que fazem garotas lindas de 14 anos se tornarem bulímicas no intuito de serem magras. Gente que fala mal de pessoas que nem conhece. Garotos escrotos que dão em cima de tudo que se move. Perguntas anônimas do Formspring. Pessoas que ficam falando sobre sexo o tempo todo. Pessoas que puxam briga por qualquer assunto. Pessoas que mentem para aparecer. Fofocas. Pessoas que dizem “Ler pra quê?”. Pessoas que querem te obrigar a estar de bem com a vida o tempo todo. Pessoas que não dão a mínima por tudo que você faz por elas. Pessoas que não acreditam em Deus. Eu lamento pela humanidade por ter criado e perpetuado tudo isso.”
Toda garota foda é resultado de um ex-namorado idiota, de um pai machista, de umasociedade preconceituosa, deuma mente além do seu tempo, de uma dor tão grande que queimou seus sentimentos.

Diário de um Cão.

1ª semana:
- Hoje completei uma semana de vida. Que alegria ter chegado a este mundo!

1º mês:
- Minha mamãe cuida muito bem de mim. É uma mãe exemplar!

2 meses:
- Hoje me separaram de minha mamãe. Ela estava muito inquieta e, com seu olhar, disse-me adeus. Espero que a minha nova “família humana ” cuide tão bem de mim como ela o fez.


4 meses:
- Cresci rápido; tudo me chama a atenção. Há várias crianças na casa e para mim são como “irmãozinhos”. Somos muito brincalhões, eles me puxam o rabo e eu os mordo de brincadeira.

5 meses:
- Hoje me deram uma bronca. Minha dona se incomodou porque fiz “pipi” dentro de casa. Mas nunca me haviam ensinado onde deveria fazê-lo. Além do que, durmo no hall de entrada. Não deu para agüentar.

8 meses:
- Sou um cão feliz! Tenho o calor de um lar; sinto-me tão seguro, tão protegido… Acho que a minha família humana me ama e me consente muitas coisas. O pátio é todinho para mim e, às vezes, me excedo, cavando na terra como meus antepassados, os lobos quando escondiam a comida. Nunca me educam. Deve ser correto tudo o que faço.!

12 meses:
- Hoje completo um ano. Sou um cão adulto.
Meus donos dizem que cresci mais do que eles esperavam. Que orgulho devem ter de mim!!

13 meses:
- Hoje me acorrentaram e fico quase sem poder movimentar-me até onde tem um raio de sol ou quando quero alguma sombra.
Dizem que vão me observar e que sou um ingrato. Não compreendo nada do que está acontecendo.

15 meses:
- Já nada é igual… Moro na varanda. Sinto-me muito só. Minha família já não me quer! Às vezes esquecem que tenho fome e sede. Quando chove, não tenho teto que me abrigue…

16 meses:
- Hoje me desceram da varanda. Estou certo de que minha família me perdoou. Eu fiquei tão contente que pulava com gosto. Meu rabo parecia um ventilador. Além disso, vão levar-me a passear em sua companhia!Nos direcionamos para a rodovia e, de repente, pararam o automóvel. Abriram a porta e eu desci feliz, pensando que passaríamos nosso dia no campo. Não compreendo porque fecharam a porta e se foram. “Ouçam, Esperem!” lati… se esqueceram de mim… Corri atrás do carro com todas as minhas forcas. Minha angústia crescia ao perceber que quase perdia o fôlego e eles não paravam. Haviam me esquecido.

17 meses:
- Procurei em vão achar o caminho de volta ao lar. Estou e sinto-me perdido! No meu caminho existem pessoas de bom coração que me olham com tristeza e me dão algum alimento. Eu lhes agradeço com o meu olhar, desde o fundo de minha alma. Eu gostaria que me adotassem: seria leal como ninguém!

Mas somente dizem: “pobre cãozinho, deve ter se perdido.”

18 meses:
- Um dia destes, passei perto de uma escola e vi muitas crianças e jovens como meus “irmãozinhos”. Aproximei-me e um grupo deles, rindo, me jogou uma chuva de pedras “para ver quem tinha melhor pontaria”. Uma dessas pedras feriu-me o olho e desde então, não enxergo com ele.

19 meses:
- Parece mentira Quando estava mais bonito, tinham compaixão de mim. Já estou muito fraco; meu aspecto mudou. Perdi o meu olho e as pessoas me mostram a vassoura quando pretendo deitar-me numa pequena sombra.

20 meses:
- Quase não posso mover-me! Hoje, ao tentar atravessar a rua por onde passam os carros, um me jogou! Eu estava no lugar seguro chamado “calçada”, mas nunca esquecerei o olhar de satisfação do condutor, que até se vangloriou por acertar-me. Quisera que tivesse matado! Mas só me deslocou as cadeiras! A dor e terrível!

Minhas patas traseiras não me obedecem e com dificuldade arrastei-me até a relva, na beira do caminho..

Faz dez dias que estou embaixo do sol, da chuva, do frio, sem comer. Já não posso mexer-me! A dor é insuportável! Sinto-me muito mal; fiquei num lugar úmido e parece que até o meu pelo esta caindo…Algumas pessoas passam e nem me vêem; outras dizem: “não chegue perto”. Já estou quase inconsciente; mas alguma força estranha me faz abrir os olhos. A doçura de sua voz me fez reagir. “Pobre cãozinho, olha como te deixaram”, dizia… junto com ela estava um senhor de avental branco. Começou a tocar-me e disse: “Sinto muito senhora, mas este cão já não tem remédio”. É melhor que pare de sofrer”.

A gentil dama, com as lágrimas rolando pelo rosto, concordou. Como pude, mexi o rabo e olhei-a, agradecendo-lhe que me ajudasse a descansar. Somente senti a picada da injeção e dormi para sempre, pensando em porque tive que nascer se ninguém me queria…


Recomendo esse texto para àqueles que ainda desacreditam que um cachorro - ou qualquer que seja o tipo de animal - seja um ser humano como nós.
Um garoto tinha uma queda por uma menina, ele o seguia pra qualquer lugar que ela fosse. Um dia a garota notou e perguntou ao garoto:
Ela: Por que você tá me seguindo?
Ele: Porque você é tão linda e eu acho que estou apaixonado por você.
Ela: Sério? Mas você ainda não viu minha amiga... Ela é mais linda do que eu... E esta atrás de você.
O garoto olha pra trás e não encontra ninguém.
Ele: Você tá brincando comigo? Não tem ninguém atrás de mim...
Ela: Não, mas se você realmente me amasse, não teria olhado para trás!
Guia de entendimento das mulheres
1 – “Certo”: Esta é a palavra que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas acham que estão certas e você precisa se calar.
2 – “5 minutos”: Se ela está se arrumando significa pelo menos meia hora. “5 minutos” só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver o futebol antes de ajudar nas tarefas domésticas.
3 – “Nada”: Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ALGO está acontecendo e que você deve ficar atento. Discussões que começam em “Nada” normalmente terminam em “Certo”..
4 – “Você que sabe”: É um desafio, não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer… e não diga que também não sabe!
5 – Suspiro ALTO: Não é realmente uma expressão, é uma declaração não-verbal que frequentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idiota e que ela está imaginando porque ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre “Nada”.
6 – “Tudo bem”: Uma das mais perigosas expressões ditas por uma mulher. “Tudo bem” significa que ela quer pensar muito bem antes de decidir como e quando você vai pagar por sua mancada.

7 – “Obrigada”: Uma mulher está agradecendo, não questione, nem desmaie. Apenas diga “por nada”. (Uma colocação pessoal: é verdade, a menos que ela diga “MUITO obrigada” – isso é PURO SARCASMO e ela não está agradecendo por coisa nenhuma. Nesse caso, NÃO diga “por nada”. Isso apenas provocará o “Esquece”).
8 – “Esquece”: É uma mulher dizendo “FODA-SE!”
9 – “Deixa pra lá, EU resolvo”: Outra expressão perigosa, significando que uma mulher disse várias vezes para um homem fazer algo, mas agora está fazendo ela mesma. Isso resultará no homem perguntando “o que aconteceu?”. Para a resposta da mulher, consulte o item 3.
10 – “Precisamos conversar !”: Fodeu!!!, você está a 30 segundos de levar um pé na bunda.
11 – “Sabe, eu estive pensando…”: Esta expressão até parece inofensiva, mas usualmente precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse…
Quando eu ligo, é porque estou sentindo sua falta. Quando eu não ligo, é porqueestou esperando você sentir a minha.”

As vezes demora.
“Quando a pessoa realmente se importa ela pergunta o que está errado e quando você diz que não há nada, ela continua ali.”

Tenha amigos HOMENS.

Amigos homens não vão ter inveja de você. Amigos homens não vão roubar seu namorado. Amigos homens não são falsos. Amigos homens não fofocam […]
Menino: Chorar significa que você é fraco.
Menina: Não, chorar significa que você se importa.
Enquanto eu te encher o saco, brigar, discutir, bater, até gritar com você, tudo bem. Mas quando eu passar a te ignorar, se preocupe.

Sabe as manhãs de verão, que você adoraria passar dormindo? Poisé, esqueça elas. No verão eu não durmo direito, e vou acordar cedo. E vou te acordar exatamente assim, tirando cobertas e te jogando travesseiros, em últimos casos a água será útil. Você vai mandar eu deitar e dormir, eu vou reclamar que estou sem sono, e vou falar que vou pra piscina sozinha com um micro biquini se você não levantar naquele minuto pra fazer alguma coisa comigo. Como você é todo cheio de ciúme, é claro que vai dar certo. E nossas manhãs de domingos no verão serão todas lindas, e quando você decidir que quer dormir, a gente viaja pra um lugar bem friozinho, e eu prometo ficar o dia todo numa cama com umas mil cobertas uns mil edredons, porque você sabe que eu tenho alergia, e contigo é claro. Mas só se você quiser, tudo pra te agradar e te ver feliz.

posso te dar um conselho? valorize tudo o que você tem, nunca se sabe a hora de ir..

Quer casar comigo? Ser para sempre, meu?

“Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa.. que sem amor, a vida não vale a pena.” Martha Medeiros
Perdoar
Era uma vez um rapaz que ia muito mal na escola.Suas notas e seu comportamento eram uma decepção para seus pais que sonhavam em ve-lo formado e bem sucedido.

Um belo dia, o bom pai propos-lhe um acordo:

Se voce, meu filho, mudar o comportamento, se dedicar aos estudos e conseguir ser aprovado no vestibular para a faculdade de medicina, lhe darei um carro de presente....

Por causa do carro, o rapaz mudou da agua para o vinho.

Passou a estudar como nunca e a ter um comportamento exemplar.O pai estava feliz,mais tinha uma preocupação.Sabia que a mudança do rapaz não era fruto de uma conversão sincera, mas apenas do interesse em obter um automovel....

Isso era mau.O rapaz seguia os estudos e aguardava o resultado de seus esforços.Assim, o grande dia chegou e foi aprovado para o concurso de medicina.

Como havia prometido, o pai convidou a familia e os amigos para a festa de comemoração ....

O rapaz tinha por certo que na festa o pai daria o automovel.Quando pediu a palavra o pai elogiou o resultado obtido pelo seu filho e passou as sua mãos uma caixa de prsente.

Crendo que ali estava as chaves do carro, o rapaz abriu emocionado o pacote.Pra sua surpresa, o presente era uma biblia.O rapaz ficou fisivelmente decepcionado e nada disse...
A partir daquele dia, o silencio e distancia separavam pai e filho. O rapaz sentia-se traido, e agora lutava por ser independente.Raramente mandava noticias.

O tempo passou, ele se formou, conseguiu um emprego em um bom hospital e se esqueceu completamente do pai.Todas as tentativas para reatar os laços foram em vão.Ate que um dia o velho, muito triste com a situação adoeceu e não resistiu. Faleceu....No enterro a mãe entregou ao filho indiferente a biblia que tinha sido o ultimo presente do pai e que havia sido deixado para tras.De volta á sua casa o rapaz que nunca perdoara o pai quando colocou o livro numa estante notou que havia um envelope dentro dele.. ao abri-lo encontrou uma carta e um cheque.Ao abri-lo a carta dizia.Meu filho sei quanto voce deseja ter um carro .. eu prometi e aqui esta o cheque para voce escolha aquele que mais te agradar no entanto fiz questão de lhe dar um presente ainda melhor a biblia sagrada nela aprendera o amor de Deus e a fazer o bem não pelo prazer da reconpensa mas pela gratidão e pelo dever de conciencia.Corrido de remorso o filho caiu em profundo pranto.Como é triste a vida dos que não sabem perdoar isto leva a erros terrives e a um fim ainda pior. Antes que seja tarde perdoe aquele a quem voce pensa ter lhe feito mal...

Não seja injusto as vezes estamos nervosos e com uma só palavra acabamos com uma amizade de anos.Nestes momentos fala-se sem pensar.
Pronto foi o bastante para ficar afastado de um amigo de um irmão do pai enfim de alguem do seu convivio.

Reconhecer os erros pedir perdão e saber perdoar é uma atitude digna e esperada por todos que amam.

Não se esqueça que o remorso é o pior dos sentimentos.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa realmente gostar, ela volta.


Eu não vivo nem um dia sem meu magreloo *---*,

Deus me livree =[
depois de tudo que passou até hoje, acha que valeu a pena ?

Algumas coisas sim, mas algumas não. Apesar de tudo, sei que foi preciso passar pelas coisas que considero que não valeram a pena.
Gosto quando as pessoas dizem que gostam do que eu escrevo. Ás vezes alguns dizem que se identificam. Eu gosto. Mesmo que ás vezes o que eu escreva não tenha sentido, sinto que tem sentido pra alguém que talvez eu nem conheça.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Era dia 7 de Outubro

Ana se lembrava bem. Como em todos os outros dias, ela se levantou, entrou embaixo do chuveiro, lavou seus cabelos, colocou uma roupa, comeu algo e foi pra escola. Quando a garota chegou em casa, abriu seu MSN. Um convite novo. ‘Aceite’, pensou ela. Foi por sua intuição, sempre ia. Era um garoto, chamado Bruno. Os dois começaram a conversar. Com o tempo descobriram que gostavam das mesmas bandas, das mesmas comidas, do mesmo tudo.
Tinha quase tudo em comum, exceto uma coisa: a cidade. O garoto morava em Londres. A garota, em Bolton, uma pequena cidade ao sul da Inglaterra.
Eles começaram a conversar mais e mais. Cada dia mais, cada vez mais. A mãe de Ana achou que estava viciada em internet, o que realmente estava. Ela estava certa, Ana não podia contrariá-la. A garota era apenas muito preocupada com seu futuro, não deixava de fazer lições de casa para entrar no computador. Mas assim que acabava, ligava logo o aparelho.

Era também o caso de Bruno. O garoto sempre que chegava da escola deixava o computador ligado, com o Messenger aberto. Desligava a tela do computador, e fazia a lição. Sempre tinha pouca, então ficava esperando Ana, até 6 da tarde, que era quando a garota entrava, mais ou menos.
Os dois começaram a conversar aos 17 anos, e foi assim. No começo dos 18 anos, aconteceu a coisa mais esperada pras amigas de Ana (sim, porque as amigas sabiam de tudo, e esperavam há cerca de 9 meses algo acontecer): Bruno a pediu em namoro.
E foi assim, se conheceram por um computador, namoravam por um computador. O que os dois tinham era maravilhoso. Uma coisa que as amigas de Ana jamais haviam experimentado, ou ouvido falar. Nem mesmo na ‘vida real’. Eles confiavam um no outro mais que qualquer casal que todas as amigas de Ana já tinham visto, ou ouvido falar. Isso requer, realmente, muita confiança. E eles se amavam. Quando as amigas de Ana passavam o dia na casa da garota, elas viam a conversa. Elas conseguiam sentir o amor. Conseguiam sentir o que se passava entre aqueles dois. Eles estavam completa e irrevogavelmente apaixonados. Não havia nada que mudaria aquilo.
O tempo passou, os dois ficavam mais apaixonados a cada dia (o que ia totalmente contra as idéias de Marcela, amiga de Ana. A garota pensava que a cada dia que se passasse, a tendência era o amor se esvair. Eles provaram que estava errada). Todo dia de manhã, na hora da aula dos dois, Bruno ligava para a garota. A acordava, para começarem o dia com a voz um do outro. Um dia o garoto apareceu com a boa notícia: ele conseguiria ir para Bolton. Passaria um dia lá, pois viajaria.
Eles se encontraram à noite, em frente à ex-escola de Ana. Ela conversou com o garoto. Ana não quis beijá-lo.
- Vou ficar dependente de você. Sei que você é uma droga pra mim, é viciante. Então se eu te beijar hoje, não vou conseguir ficar mais um minuto longe de você. A gente vai se reencontrar. E ai, vamos ficar juntos pra sempre.
Ela disse e o abraçou. Com mais força do que já abraçou outra pessoa. E o garoto se contentou em encostá-la. Ele sabia que o que Ana estava falando era verdade. Eles IRIAM se encontrar. E IRIAM passar o resto da vida juntos. Ele tinha certeza que ela era o amor da vida dele. Bom, agora a ‘maldita inclusão digital’ se transformou na melhor maldita inclusão digital.
O tempo passou rápido quando eles estavam juntos. Se divertiram muito, e Bruno gostou da simpática cidade da sua namorada. Ele foi embora no dia seguinte, cedo demais para conseguirem se despedir.
O tempo passou, e o amor dos dois só ia aumentando. Passaram-se 6 meses desde que Ana tinha conhecido seu namorado pessoalmente, e Marcela ainda não entendia por que eles não tinham se beijado.
- Any, você já parou pra pensar que pode ter sido uma chance única?! Você foi idiota, você sabe disso, né? – A garota dizia, sempre culpando Ana.
Mas ela sabia o que era melhor pra ela. Já tinha cansado de explicar para Marcela. Não explicaria mais uma vez. Haviam 9 meses que os dois namoravam, e um ano que se conheciam. Eles se amavam muito, mais que qualquer pessoa que as amigas e amigos do casal já tinha visto.
Um dia, Bruno apareceu com a notícia: ele conseguiu uma bolsa em uma faculdade em Bolton, e se mudaria para a cidade tão desejada.
Ana se chocou com isso. Por semanas se perguntou se sacrificaria o tanto que o garoto iria sacrificar por ele. Mas ela não era a maior fã de pensamento. Isso a fez mal.
- Any, deixa de ser besta. Você o ama, até eu posso perceber isso! E você sabe, eu não sou a pessoa mais esperta do mundo. – Marcela disse, encorajando a amiga.
- Eu sei, Marcela, mas… Ele tá desistindo da vida toda dele em LONDRES pra vir pra BOLTON! Por mim! – Ana disse – E pela bolsa que ele ganhou na faculdade, mas é mais por mim, ele me disse.
- Ana, presta atenção. – Ana olhou pra amiga. – Você não sabe quantas meninas invejam você. Não sabem mesmo. Eu, por exemplo, te invejo demais. Daria qualquer coisa pra ter um namorado como o seu. Vocês confiam tanto um no outro, e se amam tanto. Eu tenho até nojo de ficar no quarto com você quando você ta conversando com ele. É um amor que se espalha no ar, que nossa senhora! Eu consigo sentir os coraçõezinhos explodindo pelo quarto. Ai fica tudo rosa, e você fica com uma cara de sonho realizado pro computador! Any, pára de subestimar o que você tem. Deixa de ser idiota.
- Você é um amor, sabia? Marcela, não sei. Não dá. Eu não desistiria de tanto por ele, e eu acho injusto ele desistir de tanto por mim.
Marcela bufou. Porque a amiga tinha que ser tão burra?
Meses se passaram, o tempo passava rápido. Ana não terminaria o namoro por messenger, frio demais. Ela esperaria o namorado chegar.
A garota tentava adiar o máximo possível, por mais que quisesse ver o garoto de novo. Ele tinha um cabelo lindo, e olhos mais ainda. Ana conseguiria ser invejada por todas as garotas da cidade se fosse vista com ele. Mas ela não queria inveja. Queria seguir o seu coração.
Quanto mais Ana queria adiar a situação, mais as horas corriam, e com elas os dias, as semanas, as quinzenas, os meses. O ano.
Chegou o dia; Ana esperou o seu futuro-ex-namorado onde se encontraram meses atrás.
Ela negou o beijo mais uma vez. O namorado ficou sem entender, mas aceitou.
- Olha, eu tenho que conversar com você.
- Diga. – Bruno sorriu.
- Quando você me disse ‘Vou me mudar pra Bolton’, eu fiquei feliz. Mais feliz que já fiquei há muito tempo. Mas depois eu comecei a pensar se faria o que você ta fazendo por mim. Você desistiu de toda sua vida em Londres, Bruno.
- Eu sei. Pelo melhor motivo na face da Terra.
- Não, não é. Eu sinto que eu não to sendo justa com você. E sem ser justa com você, eu não sou justa comigo. Eu não sei se eu faria o que você fez. Eu acho que não. Eu sou egoísta demais, eu não sei. Não quero mais ser injusta com ninguém, não quero dormir pensando isso. Há meses eu penso nisso, e fico com peso na consciência. E, de verdade, eu não sei se seu amor é o suficiente pra mim. – A garota disse e virou as costas. Foi andando para a sua casa. E ao contrario de momentos tristes clichês (n/a: eu odeio clichês), não estava chovendo. O céu estava azul, o sol brilhava, como raramente acontecia em Bolton. Mas o que estava dentro de Bruno (e de Ana) não era assim tão brilhante.
Para Ana chegar em casa, tinha de passar pela frente da casa de Marcela – era esse o motivo de um sempre estar na casa da outra; elas moravam lado a lado. A garota passou correndo, chorando, enquanto Marcela estava na janela. Marcela saiu correndo de casa – ignorando completamente o estado critico em que se encontrava: blusa dos ursinhos carinhosos, cabelo preso em um rabo-de-cavalo mal ajeitado, short curto de florzinhas e pantufas do tigrão – indo logo para a casa da amiga. Ela bateu a campainha, e a mãe da amiga atendeu. Disse que podia subir as escadas, Ana estava em seu quarto.
Marcela subiu correndo, tropeçou, quase caiu 3 vezes – ‘Malditas escadas enormes’, pensava – mas chegou ao quarto em segurança (lê-se sem sangue escorrendo pela cara).
- Any! O que foi, amor? – A garota encontrou a amiga deitada, chorando em sua cama.
- O Bruno! – Ana não conseguia falar direito. Por essa mini-frase Marcela tinha entendido. Não tinha mais Ana e Bruno pra sempre e sempre e sempre e sempre. Agora era Ana.
A garota aprendeu a viver com a dor. Passaram-se 5 anos, Bruno estava formado em direito, era um advogado de sucesso, ainda morando em Bolton – nunca largaria a cidade que abrigava seu, ainda, maior amor. Ana era uma fotógrafa de sucesso, ganhava a vida fotografando famosos de todo mundo – mas não saíra de Bolton também, amava a cidade com todas e cada fibra de seu ser.
Bruno era melhor amigo de Ana, Ana era melhor amiga de Bruno. Ana tinha um noivo, um executivo de sucesso, que vivia de Londres pra Bolton, de Bolton pra Londres. Já Bruno sabia: por mais que tentasse achar alguém igual à Ana, não conseguiria. Só ela seria o amor da sua vida, que ele amava excepcionalmente. Nunca iria mudar.
Ana iria passar algum tempo fora da cidade, iria para a capital, fotografar uma banda inglesa. Iria dirigindo à Londres – depois de tanto custo para tirar a carteira de motorista, agora queria mostrar ao mundo que tinha um carro e sabia guia-lo.
Um carro. Dia chuvoso. Pista dupla. Um caminhão. Visão confundida. Bebida em excesso. No que isso poderia resultar? Não em uma coisa muito boa, com certeza. O caminhão bateu de frente com o carro de Ana. Ela não estava muito longe de Bolton, portanto ela foi levada para um hospital na cidade. O seu noivo, por sorte, estava em Bolton. Foi avisado, depois os pais, Marcela. E por ultimo, Bruno.
Ele se apressou em chegar ao hospital que Ana estava internada. Ele chegou antes mesmo de Felipe, noivo da garota. Bruno andou por corredores com luzes fluorescentes fracas, brancas, o que aumentava a aflição dele. Como estaria Ana? A SUA Ana? Ele nunca imaginou nada de mal acontecendo à SUA Ana. Ela sempre seria dele, amiga ou namorada. Seria dele.
Achou o quarto em questão, 842. Abriu a porta com cautela, e viu a imagem mais horrível que jamais poderia ter imaginado: Ana, sua Ana, deitada em uma cama de hospital, com ferimentos por todo o rosto e braços – as únicas partes de seu corpo que estavam aparentes. Ele chorou. Não queria ver a pessoa que ele mais amava em todo o universo daquele estado. ‘Frase clichê’, pensou, ‘mas porque não eu?’. As lágrimas caiam com força. Ele saiu do quarto com a visão embaçada pelas lágrimas; não sabia o que podia fazer.
Ele foi para o lugar do hospital em que se era permitido fumar, e fez uma coisa que não fazia desde que tinha conhecido Ana: acendeu um cigarro. Começou a fumar, e ficou sozinho lá, encarando a parede. Imaginando se teria sido diferente se ele tivesse continuado em Londres. Ele lembrava, foi quem apoiou o curso de fotografia.
- Ah, cara… – Ana chegou se lamentando.
- Que foi, Any? – Bruno sorriu.
- Eu tenho que escolher o que eu vou fazer da vida, mas… É difícil demais!
- Eu sei bem como é… Porque não tenta fotografia? – Bruno apontou para a máquina digital, que agora estava nas mãos da garota. – Eu sei que você adora tirar fotos.
- Bruno, sabia que você é um GÊNIO? – Ana sorriu e abraçou o melhor amigo. SEU melhor amigo.
Se ele não tivesse sugerido o curso, Ana não estaria no hospital à essa hora. Os pensamentos profundos do garoto foram cortados quando a porta se abriu, fazendo o garoto estremecer.
- Ah, que susto, doutor. – Bruno se virou.
- Desculpe. Você é Bruno, certo?
- Certo.
- Bom, você tem bastante contato com Ana, certo? – Bruno balançou a cabeça positivamente. – Nesse caso, eu sinto muito. Para sobreviver, a Ana precisaria de um coração novo. A lista de espera por um coração é grande, e não sei se ela conseguirá sobreviver até chegar sua vez de receber um novo coração. – O médico se lamentou, saiu do lugar e fechou a porta atrás de si.
O mundo de Bruno caiu. Como poderia viver em um mundo sem Ana?! Saiu do lugar. Não podia esperar as coisas acontecerem, e ele ser egoísta e ficar em seu mundo, fumando até Ana ir pra outro lugar. Ele pegou um papel, uma caneta e escreveu um endereço, e um horário, uma hora depois daquilo. Entregou para o noivo de Ana, que agora estava na sala de espera.
- Já foi vê-la? – Perguntou Bruno. O noivo negou com a cabeça.
Ele saiu andando, saiu do hospital. Foi para seu escritório, pegou 3 papéis grandes e digitou 3 cartas. Uma para os pais. Uma para Ana. E uma sobre os desejos que tinha. Ele tomou um remédio depois disso. E dormiu, lenta e serenamente, dormiu. Não acordaria mais. Quando o noivo de Ana chegou, encontrou Bruno deitado no chão, sem pulso. Estava morto. Em cima da mesa, 3 cartas. Um recado para ele: “Eu não gosto de você. Nunca vou gostar. Mas mesmo assim, você tem que fazer algo que não poderei fazer. Leve meu corpo para o hospital, com essa carta em cima dele. A carta que está em cima das outras. Após isso, entregue a segunda carta para Ana quando ela acordar. E quando a noticia da minha morte chegar, entregue a terceira para os meus pais.”
Assim acabava a carta. Felipe não acreditava no que lia. Não acreditou, e nem precisava. Correu para o hospital em seu carro. Ele entregou a carta e o corpo do homem, que agora estava ainda mais branco. Aconteceu na hora; o coração dele foi tirado e levado para Ana.
Quando ela acordou, não muito depois, viu os pais dela, seu noivo e os pais do namorado de 6 anos atrás. Eles sorriam e choravam; ela não entendeu. Foi quando viu a carta com a letra dele, escrito o nome dela. Ela pegou a carta e leu, então.
”Meu amor, bom dia. É hora de acordar. Eu não pude te ligar hoje, você estava ocupada. Por isso deixei essa carta. Sabe, eu não vou estar ai por um bom tempo, as pessoas sabem quando a sua hora chega. E eu aceitei a minha com a mesma felicidade que eu tinha quando te vi na frente da sua escola. A minha hora chegou quando seu fim estava próximo. Eu te prometi que te protegeria de tudo e qualquer coisa que acontecesse, e mesmo sem chamar, eu estive lá. Desta vez não me chamou, quis resolver sozinha, eu não podia deixar. Eu resolvi dar um fim então. Eu estava ficando cansado, o trabalho pesava demais. Mas porque agora? Eu não sei. Mas não teria sentido eu viver em um mundo que você não existe. Então eu decidi ir antes e ajeitar as coisas. Pra daqui a alguns anos nós conversarmos aqui na minha nova casa. Agora eu tenho que ir, meu amor. Esse coração no teu peito, esse coração que bate no teu peito. É o mesmo coração que está inundado do amor que você disse não ser o suficiente. É o mesmo coração que lhe dava amor todo dia. Por favor, cuide bem dele. Agora eu preciso ir, preciso descansar um pouco. Eu vou estar sempre contigo. Eu te amo!
PS: Não sei se vou conseguir te acordar amanhã. Você me perdoa por isso?”
Então ela chorou. Chorou e abraçou os pais, os pais dele. Chorou como nunca, e tremia por tantas emoções passarem por seu corpo. Ana encarou o noivo. Terminou o noivado naquele dia. Não adiantava esconder algo que estava na cara: ela amava Bruno, e seria sempre o SEU Bruno. ELE era o homem de sua vida, não Felipe. O homem que sempre esteve lá, amando-a ao máximo. Em qualquer momento. Ela chorou muito, e seguiu a vida. Todos os dias ela lembrava de Bruno. Viver em um mundo sem ele não fazia sentido. Mas não desperdiçaria todo o amor e que estava dentro dela. Ela podia sentir seu coração batendo. Ela lembrava a cada momento, que mesmo separados eles estavam juntos. Mas apenas uma coisa fazia seu coração se apertar, se contorcer de dor. Que fazia uma lágrima se escorrer sempre que pensava nisso.
Ela sentia falta daqueles beijos. Dos beijos que foram negados. Mas ela foi feliz. Morreu com seus oitenta e tantos anos. Mas era sempre feliz. Afinal, o coração do homem de sua vida batia dentro dela